Canal Brasil-China

Notícias sobre as atividades desenvolvidas pelo CEBC, empresas associadas e instituições parceiras.

A convite da Rede Nacional de Informações sobre o Investimento (Renai) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC),o Conselho Empresarial Brasil-China (CEBC) realizou no dia 12 de setembro, em Brasília, apresentação do estudo "Investimento chineses no Brasil: 2007-2012". O seminário foi conduzido pelo Coordenador de Análise e Pesquisa do Conselho e um dos autores da pesquisa, André Soares. Participaram da reunião, representantes do Ministério do Planejamento, do Ministério das Relações Exteriores, do Banco Central do Brasil, da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), além do próprio MDIC. 

Clique aqui e veja as fotos do evento. 

O CEBC apresentou o estudo “Investimentos chineses no Brasil 2007-2012", realizado em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A pesquisa expande a análise dos investimentos chineses no Brasil para o período de janeiro de 2007 até junho de 2012 .A análise detalhada é especialmente relevante, tendo em vista que a China é hoje um dos parceiros econômicos mais importantes do Brasil. Além disso, os dados oficiais disponíveis não capturam com exatidão a extensão do IED chinês na economia doméstica brasileira, tornando necessária a análise detalhada do ingresso das empresas no país, que se configura como uma ferramenta importante para avaliar a agenda econômica de longo prazo da China.

Para acessar a pesquisa clique aqui

O CEBC lança a 8ª edição do China Brazil Update. A publicação apresenta os principais dados da corrente de comércio entre o Brasil e a China no primeiro semestre de 2013, as pautas de importação e exportação comparadas ao mesmo período de 2012, assim como notícias sobre os investimentos bilaterais anunciados entre os meses de maio e julho deste ano.

O China Brazil Update é uma publicação do CEBC, que tem por objetivo atualizar os empresários brasileiros e chineses com as principais notícias de investimentos e comércio entre os dois países, além de divulgar iniciativas desenvolvidas por diversas instituições no Brasil e na China reunindo, sob a ótica empresarial, dados e fatos da agenda bilateral.

Clique aqui para acessar a publicação.

O Conselho Empresarial Brasil-China (CEBC), em parceria com o Governo do Estado do Rio de Janeiro, realizou, na sexta-feira, 02 de agosto, o lançamento do novo estudo sobre os “Investimentos chineses no Brasil – 2007-2012”, patrocinado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID.

Na ocasião, o economista e consultor do CEBC, Claudio Frischtak, apresentou os resultados da pesquisa e, em seguida,foi realizado painel sobre a experiência das empresas chinesas no Brasil, com participação do Diretor de Operações da Le Novo no Brasil Paulo Renato Fernandes e com o representante da China Development Bank no Brasil, Su Bin. A pesquisa, que é parte do Programa de Pesquisa do CEBC, aprofunda o estudo anterior, realizado pelo Conselho, sobre os “Investimentos Chineses no Brasil”, publicado em 2011, e oferece uma avaliação mais detalhada do período entre janeiro de 2007 a junho de 2012.

O encontro, que reuniu um público de mais de 100 pessoas,  teve ainda a presença do Embaixador da China no Brasil, Li Jinzhang, do Presidente do CEBC, Embaixador Sergio Amaral, do Secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Julio Cesar Carmo Bueno e de Amaury Temporal, Diretor do Centro Internacional de Negócios da Firjan. 

Para acessar as fotos do evento clique aqui

O Bank of China, considerado o banco mais antigo da China, se associou ao CEBC, neste mês de julho. O presidente do banco, Zhang Dongxiang, assumirá a posição de Consultor Especial do CEBC e apoiará a instituição na interlocução com as empresas chinesas, com o objetivo de contribuir para promover maior aproximação da seção brasileira do CEBC com essas empresas instaladas no Brasil. O Bank of China  se encontra ativo em território nacional há 12 anos, sendo o primeiro banco de capital chinês a abrir uma filial na América Latina.

 

 

 

 

Páginas

Fuso

Câmbio

Fale com as Embaixadas:

Informações Uteis